Como foi a JMJ 2016 na Polônia (Primeira Parte: Istambul)

Este blog conta a minha vida, e por um bom tempo eu deixei de lado tudo que representava Deus na minha vida (como se fosse um erro falar sobre isso). Depois que voltei para o Brasil, compreendi que eu deveria ter uma missão na minha vida. E este blog é parte dela. Hoje vou falar um pouco do que foi a JMJ 2016, minha primeira jornada, a primeira vez que eu vejo um papa, a primeira viagem internacional… enfim. Vamos lá?

Dias antes

Tivemos um encontro com todos os jovens da diocese de Jundiaí, mas não se enganem, a jornada começou muito antes disso. Todos os bolos e cafés da manhã que fizemos pra vender, eventos, rifas e etc., fizeram parte da jornada.

Eu sou uma pessoa muito simples, básica e isso foi uma super vantagem com relação as outras meninas do grupo. Enquanto o dilema de muitas foi como resumir a bagagem em uma mala enorme, o meu foi fazer caber tudo que eu queria levar dentro de uma mochila cargueira de 42 litros + uma mochila de mão.

e eu consegui. A foto abaixo mostra um esquema (travesseiro) que eu fiz com todas as minhas roupas. Elas ficam bem resumidas. Até gravei um vídeo falando sobre isso e juro que um dia ele vai pro canal. (aliás, vocês já ouviram falar do In Movimente?)

 

  

 

Roteiro 

Passamos 15 dias na Europa. Nosso primeiro destino foi Istambul, e isso foi, para muitos do nosso grupo (éramos quase 60 – entre Cajamar, Caieiras e Jundiaí) motivo de medo. Alguns dias antes da nossa viagem o aeroporto de Istambul foi alvo de ataque terrorista, e graças a Deus, o que vimos lá foi apenas muita segurança (e gente furando fila descomunalmente).

 

 

Baklava (esta primeira foto) é um doce muito delicioso de lá, e bem gorduroso também. Aliás, uma das coisas que amei neste lugar foi a comida! é claro que sempre há algo que não gostamos muito, como este negócio amassado na mão (que tem gosto de caldo knorr e está no meio do prato da última foto). Aliás, tudo naquele prato estava esquisito. Já o prato do meio foi o melhor: kafta (bem picante) pão sírio ou turco (não lembro) arroz e batatas fritas. Esta foi uma das únicas vezes que comi arroz durante toda a viagem.

Aya Sofia – Igreja / Mesquita / Museu Santa Sabedoria – Turquia / Istambul

fonte: http://www.nicetouristanbul.com/aya-sofia/

Estas fotos acima são do Museu Aya Sofia, uma antiga igreja da Constantinopla (hoje Istambul) que, depois das cruzadas tornou-se mesquita e hoje é um museu. Enquanto igreja, continha imagens da história da Bíblia nas paredes para ilustrar àqueles que não sabiam ler (com muito ouro) e foi alvo de dezenas de saques durante as cruzadas. Enquanto mesquita, uma camada de gesso escondeu – e protegeu – as imagens, que agora davam lugar aos símbolos da religião. Enquanto museu, ambas as culturas são expostas aos visitantes.

 

 

Eucaristia do Caminho Neocatecumenal com irmãos da Turquia

Tivemos uma eucaristia incrível na igreja próxima à aya sofia. Na primeira foto, uma igreja escondida nas masmorras onde celebra-se eucaristia do caminho. A foto seguinte, à porta da igreja, estávamos esperando nossos ônibus. Fato interessante: a maioria do país é muçulmana, logo, foi extremamente estranho para eles virem uma igreja católica tão lotada de jovens e alegres. Eles ficavam nos portões, nos observando. Confesso que fiquei com medo.

 

Alguns meses depois, agora, na celebração de domingo de ramos em 2017, nossos irmãos nos mandaram uma foto da eucaristia deles lá. A música que eles estão cantando é Hosana nas Alturas. 🙂

1 reply

Leave a Reply

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *